O Outro Lado BSidesSP ed naovaitercopa/Palestras

De Garoa Hacker Clube
Ir para: navegação, pesquisa

Lidando com ameças sofisticadas - Mãe Dináh (in memoriam)

Sala de Palestras

A apresentação tem como objetivo demonstrar como estamos criando mecanismos de proteção para um cenário que é passado e não estamos pensando em proteção com o olhar no futuro. Como empresas e profissionais podem aprender a ser uma quase Mãe Dináh da segurança. Uma abordagem prática e dinâmica dos desafios enfrentados.

Thiago Bordini

Diretor de Tecnologia e Pesquisa na New Space Prevention, formado em Sistemas da Informação, pós graduado em Segurança da Informação e MBA em Gestão de TI. Proficiência em segurança de informação a mais de 10 anos, é professor universitário desde 2009 e ministra atualmente cursos de pós-graduação na Universidade Mackenzie. Atuou em uma das maiores empresas Americanas na área de Inteligência Cibernética. Cientista incessante, apresentou suas pesquisas nas principais conferências nacionais da área (H2HC, Secure Bsides, YSTS, Bhack, etc), fundou o StaySafe Podcast e é membro organizador da Cloud Security Alliance (CSA) Brasil tendo participado da tradução do primeiro guia de melhores práticas de segurança da informação para Cloud Computing.

ODog : Um ambiente para programação concorrente e distribuída Baseada em Componentes

Sala de Oficinas

Nessa oficina vou apresentar o projeto open souce ODog. Trata-se de um ambiente para facilitar a programação concorrente e distribuída, através do uso de componentes de software. Primeiramente vou apresentar os conceitos , estrutura e objetivos do ambiente. Em seguida, apresento as suas principais partes constituintes : sintaxe abstrata, semânticas de interação, verificador de regras e modelo de aplicação. Após essa introdução teórica, vou mostrar como usá-lo para se desenvolver um software. O primeiro exemplo será puramente de demonstração. O segundo visa a comunidade de sistemas embarcados e hardware hacking. O terceiro exemplifica seu uso para web pentest. Finalmente termino mostrando como usá-lo para integrar scripts de coleta de dados de inteligência.

Nível Intermediário.

Ivan "Joker" Jeukens

Formado em Ciências da Computação e Doutor em Microeletrônica, trabalhou durante anos com pesquisa na área de sistema embarcados. A cerca de dois anos no campo da segurança da informação, tem interesse em pentest de sistemas web, aplicativos para plataformas mobile, engenharia social e intelligence gathering.

Construção de hardwares criptograficos

Sala de Palestras

Nesta palestra serão abordados conceitos de criptografia que são baseados no problema do logaritmo discreto, realizando uma abordagem rápida acerca de criptografia simétrica e assimétrica.

Para estudo de caso será abordado a construção do AES-128 em hardware (para o caso simétrico) e hardwares para calculo da álgebra sobre Corpos Finitos usados em Curvas Elípticas Criptográficas (ECC) que é um estilo de criptografia assimétrica.

Luckas Farias

É formado em Ciência da computação pela Universidade Estadual de Londrina, atualmente fazendo mestrado em Engenharia da computação pela Escola Politécnica da USP na área de segurança e criptografias para hardwares.

Cyber ativismo e hacktivismo: como as leis podem punir as manifestações e expressões de vontade dos atuais movimentos via Internet

Sala de Palestras

Adriano Mendes

Adriano Mendes, advogado atuante no direito empresarial de empresas nacionais e estrangeiras da área de tecnologia; sócio do ASSIS E MENDES Advogados. Atua na área consultiva, com ênfase no exame, elaboração e revisão de contratos de tecnologia, licenças de software e questões que envolvam Direito e Internet. Membro efetivo da Comissão de Ciência e Tecnologia da OAB/SP, Associado e Membro da Diretoria eleita da Internet Society, Capítulo Brasil (ISOC.org). Foi professor de Ética, Direito e Legislação e atualmente palestra sobre assuntos empresariais e de tecnologia jurídica. Possui pós-graduação em contratos pela PUC/SP, MBA em Fusões e Aquisições, LLM Direito e Economia Europeia, além de diversos cursos, no Brasil e exterior, sobre Arbitragem, Direito Eletrônico e Comércio Internacional.


XSS Injection indo além do Alert();

Sala de Oficinas

XSS Injection indo além do Alert(); é uma oficina que tem como objetivo apresentar a criação de um "Exploit" em javascript para exploração da falha http://web.nvd.nist.gov/view/vuln/detail?vulnId=CVE-2014-2844 já corrigida pelo fabricante.

Para maior interação o participante deve dispor de um computador e conhecimentos básicos de HTML os demais tópicos serão abordados na oficina.

William Costa

William Costa trabalha com Tecnologia há 12 anos dos quais 7 foram dedicados a Segurança da Informação, atua como Coordenador/Consultor Senior na TRTEC (www.trtec.com.br).

Já apresentou palestras na, LACSEC 9, BsidesSP 7, BsidesSP 8, Faculdade de tecnologia Estadual de Mauá/SP, tem 16 falhas de vulnerabilidades WEBs publicadas (CVEs). Tem um artigo publicado na Revista H2HC (https://www.h2hc.com.br/revista/RevistaH2HC_6.pdf) que faz parte do H2HC Conference, um dos maiores eventos de Segurança da América Latina.

Ataques Mitm a Aplicativos Android : Abusando da confiança dos desenvolvedores

Sala de Palestras

Muitos aplicativos Android possuem instâncias da classe WebView e derivadas, a fim de processar e renderizar conteúdo Web (html, javascript , etc). Nessa apresentação vou explorar três possibilidades de se prejudicar o usuário, todas elas baseadas na não autenticação das informações devolvidas ao aplicativo. Vou ilustrar a palestra usuando aplicativos populares brasileiros.

Ivan "Joker" Jeukens

Formado em Ciências da Computação e Doutor em Microeletrônica, trabalhou durante anos com pesquisa na área de sistema embarcados. A cerca de dois anos no campo da segurança da informação, tem interesse em pentest de sistemas web, aplicativos para plataformas mobile, engenharia social e intelligence gathering.

Fundamentos do processo judicial

Sala de Palestras

Em meu atual curso de pós-graduação, observei que os colegas, todos da área de informática em geral, tinham pouca noção sobre o sistema judiciário brasileiro. Não sabiam como uma ação era iniciada, aonde era iniciada, por quem, qual a competência de fóruns e juízes, diferenças entre instâncias, dentre outros. Muito me chocou, pois sem acesso a informações básicas fica mais difícil entender e exigir que se faça justiça.

A palestra tem como objetivo demonstrar o básico de nosso sistema judicial. Hierarquia das leis, hierarquia dos fóruns, diferença entre justiça Estadual, Federal, Justiça do Trabalho, tipos de processo, petição inicial, contestação, instrução, julgamento, recursos, instâncias judiciais. Tem como objetivo também, apesar do pouco tempo, demonstrar quem é o perito judicial e qual o seu papel.

Fábio Campos Cranchi

Começou a trabalhar com manutenção de computadores em 1999; Cursou 2 anos de colégio técnico em "processamento de dados"; Sua primeira interação com computadores foi em 1986, com um TK85; É sócio-diretor da GF Info Soluções em Informática, empresa voltada para a manutenção de computadores, infraestrutura de rede, montagem, manutenção, instalação, administração e gerenciamento de servidores, automação comercial e industrial; É advogado, pós-graduado em Direito Tributário pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo; É pós-graduando em Computação Forense pelo Mackenzie; É um eterno aprendiz.

OSINT

Sala de Oficinas

OSINT. Conceito, O que é e o que não é. Aplicação prática e ferramentas.

Ranieri Romera

Pesquisador independente de segurança.

Padronização de Informações Periciáveis Extraídas do Registro do Windows: Gerando um Relatório Formal

Sala de Palestras

É possível criar padrões de análise das informações dos arquivos de Registro do Windows de acordo com cenários de investigação, bem como desenvolver a ferramenta que faça a leitura do registro e gere um relatório padronizado com o máximo de informações pertinentes ao cenário(s) escolhido(s)?

Por exemplo, para o cenário 'Invasão de Sistema' a ferramenta deverá sugerir informações comumente relacionadas a tal evento e que estejam armazenadas no Registro do Windows. O mesmo deverá ser feito para outros cenários como: Acesso Indevido, Software Pirata...

Os arquivos de Registro do Windows armazenam informações importantes ao processo pericial, acessá-las, decodificá-las e apresentá-las de forma clara e padronizada torna-se relevante à perícia, logo nota-se que tal relevância extrapola os limites meramente periciais e abrange o contexto acadêmico, técnico, social e empresarial uma vez que a perícia é objeto de interesse de todos esses contextos.

Estou desenvolvendo a ferramenta em Python como projeto da minha monografia e a ideia e compartilhar o que já fiz até agora, falando sobre: estrutura do Registro do Windows; ferramentas que analisam o registro; que tipos de evidência pode ser encontrada no Registro; e o que a minha ferramenta já faz.

Heleno Alves da Luz

Bacharel em Sistemas de Informação e Pós-graduando em Computação Forense (último semestre).